Rock Hits -A Web Rádio do seu jeito

menu x
menu x

NOTÍCIAS

Nigro

Tudo começou com um projeto solo de Carlos Nigro onde leva seu sobrenome, mas teve que chamar músicos para acompanhá-lo, e agora continuam como banda, mas por acordo mútuo, ele continua levando o sobrenome do cantor paulist. O projeto começou em 2018 com a música “Only For Today”, com arranjos de Daniel Vargas (Adellaide) e produção de Tito Falaschi, e em 2019 o baixista Anderson Shelby e o guitarrista Wagner Wolf ingressaram na banda, onde estavam compondo e se preparando para o lançamento do EP que seria lançado em meados de 2020, que foi adiado, e nesse mesmo ano o tecladista Vagner Brentan e o baterista Sica Correia se juntaram à banda para compor o Line-up, entrando no processo de composição e gravação para trazer de volta a magia do AOR que enfeitiçou o mundo, ao som dos anos 80.

História dos membros:
Carlos Nigro começou a cantar ainda adolescente e a frequentar corais para se aperfeiçoar, cantando no Madrigal “Cantate Domino”, e na “Sociedade Pró Música Sacra do Estado de São Paulo”, passando por inúmeras bandas de pouca expressão, suas influências são inúmeras , mas para citar alguns: Geoff Tate, Michael Kiske, André Mattos, Eric Adams, DC Cooper e no meio da AOR, Jimi Jamison, Steve Perry, Steve Lukather, Mark Free entre muitos outros.
Anderson Shelby vem de uma família de músicos amadores, seu pai baixista tocou junto com seus tios na década de 1960, aos 12 iniciou sua primeira jornada na música e aos 19 sua primeira banda profissional chamada “Gravura” onde escreveu versos do segundo EP da banda, aos 21 passou pela banda de pop rock “+ de1OO”, passando por uma Tributo ao Metallica e outra ao Iron Maiden em 2018, a partir de 2O19 assumiu o posto de baixista do “NIGRO”. Principais influências Jeff Pilson, Nibbs Carter, Roger Glover.
Wagner Wolf começou a tocar aos 12 anos, quando ganhou seu primeiro violão. Sempre tocando sozinho até ver o filme “Trick or Treat”, de 1986, com canções de Fastway, ele decidiu o que queria fazer como músico. Aos 18 comprou sua primeira Guitarra. Participou de alguns projetos e capas de direitos autorais. Em 2019 conheceu C. Nigro que o convidou para tocar no Dream Warriors Dokken Tribute, e logo também o convidou para seu projeto autoral.
Vagner Brentan começou no mundo da música no final dos anos 80. Passando por diversos estilos que vão do Progressivo ao Neoclássico Metal, tocou diversos covers de Pink Floyd, Marilion, Genesis, passando pelo Stratovarius e Dream Theater, tocando esse mix em bandas underground de São Paulo.
Sica Correia começou na música no final dos anos 90, aos 13 anos, tocou em bandas onde fez covers nacionais e internacionais, tocando entre as diversas vertentes do Rock e do Heavy Metal paranaense. Em 2008, de volta a São Paulo, ingressou na banda “Killer Cat” fazendo um cover variado (Riot, Tokio Blade, Scorpions) até 2011, em 2015 ingressou no “Surrender” (Stryper Cover) onde ficou por 1 ano, e em seguida, participando de eventos como músico contratado até se juntar a outra banda de tributo, “Dream Warriors”, onde conheceu os outros membros. Suas maiores influências são Vinnie Paul e Robert Sweet.

NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

shares